Google+

Banner

Menu

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

The Witcher 3: Wild Hunt | Review


Em certos aspectos gostei muito desse jogo, só meu lado mais hardcore que reclamou.

The Witcher 3 continua a história dos jogos anteriores, que, ironicamente, você não precisa jogar ou saber nada para começar esse, tudo que é necessário será explicado no início do jogo ou durante ele.

Você é um Witcher, um humano geneticamente modificado, mais forte, mais veloz, mais resistente e com poderes de bruxas. Sua missão? Caçar criaturas ou procurar companheiros de longa data, normalmente mulheres.

O jogo flui bem em termos de história, e as missões são legais, principalmente no início, quando tudo é novidade. As mecanicas de combate são uma mistura entre Dark Souls e os antigos The Witcher. É com um Dark Soul mais ágil. Tão desafiador quanto? Não, no início ainda tem seus desafios, mas conforme o jogo progride você vai ficando forte demais, e o level dos NPCs ou criaturas não balanceia para compensar. Essa é minha maior crítica ao jogo, mesmo em dificuldades altas ele fica muito fácil com o tempo.  E algumas coisas como o sistema de poções é furado, porque o trabalho que dá fazer uma não compensa o ganho de força, o que termina com quase todo mundo ignorando elas (solução: aumentem os buffs, e tornem algumas criaturas tão fortes que vai ser quase impossível de derrota-las sem usar poções). Algumas magias precisam de um cooldown também. A barreira que absorve dano é particularmente roubada, mas um CD (cooldown) de 15s entre cada utilização já resolveria o problema.

Fora isso é um jogo muito divertido, que flui bem, não cansa com sua campanha principal bem imersiva, e as companheiras do protagonista muito "cativantes". Ao final do jogo dá realmente uma sensação que aquele tempo gasto valeu a pena. E que mundo gigantesco! Eu cansei de explorar ele e acho que não vi tudo.

Para quem quer uma RPG offline legal e não tão desafiador quanto Dark Souls, The Witcher com certeza é a melhor opção de 2015, fica a recomendação.


****

    Post Mix

Nenhum comentário:

Postar um comentário