Google+

Banner

Menu

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Vingadores | Crítica


Um filme de super-heróis divertido para ver com todo da família seria a definição perfeita de Vingadores, não a toa o sucesso em bilheterias. Ele funciona para todos os públicos praticamente.

Vários do mundo da Marvel precisam se unir para deter uma ameaça alienigena, mas antes eles vão ter que se entender, o que não vai ser lá muito facil.

Como sempre Tony Stark rouba a cena com seu jeito despojado e satírico (o seu salário de 50 milhões de Robert D, Junior é justificado), o personagem é muito carismático, mesmo sendo todo errado. Mas os outros também cumprem seu papel, e funcionam bem juntos, com interações muito divertidas.

A primeira metade do filme é eles se entendendo para na segunda se unirem, e funciona bem assim, com pausas certeiras entre a ação e os "build-ups" para novos eventos. O vilão é "nojentinho", como tem que ser, para quando ele apanha o público sentir contentamento, mesmo que nunca represente grande ameaça como indivíduo.

O grande astro no entanto é o final: um mega show de feitos especiais em um aluta bem extensa, mas que não cansa o telespectador, e tem um final bem climático. Com uma boa mistúra de todos os elementos básicos para um filme de super-heroi Vingadores funciona muito bem, sem nenhuma mensagem ou reflexão, mas valendo a pipoca com louvor, que é o que se espera dele.

Nota: 9/10

****

    Post Mix

Nenhum comentário:

Postar um comentário