Google+

Banner

Menu

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Mad Max: Estrada da Fúria | Crítica


Novo MadMax é insanamente movimentado, mas seus exageros elevados ao absurdo o fazem um daqueles filmes que você tem que assistir desligando o cérebro.


O novo MadMax é bem facil de resumir. São 2 horas de uma perseguição de carros no deserto, em um futuro pós-apocalíptico aonde a água é escassa, e gasolina vale ouro.

O problema primeiro de Madmax é que o protagonista não convence, Ele é um cara raivoso de poucas expressões, é só, carisma zero. Já a heroína, Furiosa, se saiu muito bem, levando o filme nas costas. E quando um coadjuvante tem que levar o filme você sabe que tem algo errado.

O segundo problema é que esse filme não exige suspensão de descrença, ele exige que você desligue seu cérebro! São sequencias de ação sem noção, um guitarrista soltando fogo no meio de uma perseguição porque sim, e um cara que deve ter 100x mais sangue no corpo do que é biologicamente permitido, porque ele é sugado por horas em uma perseguição, está firme e forte 1 minuto depois e ainda doa mais sangue no final!

Fora isso é um filme que ao menos diverte com sua perseguição insana, mas só, não faço a minima ideia do porque do clamor da c´ritica sobre ele, pra mim foi um filme pra lá de mediano.

Nota: 7/10

Trailer:



****

    Post Mix

Nenhum comentário:

Postar um comentário