Google+

Banner

Menu

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Arrow 2ª Temporada: Nada que é bom dura muito...... | Crítica


Lembram do diferencial do herói frio que matava? Esqueçam isso, agora ele quer ser um justiceiro certinho......

Arrow volta com o personagem ainda perturbado com o que aconteceu no final da primeira temporada. A solução que ele cria? Ser um herói menos dark e parar de matar os outros.

Fiquei uma fera, mas engoli pensando que os roteiristas seriam espertos o bastante pra apresentar o problema que vem com essa decisão: os caras que ele prende voltam as ruas pouco tempo depois, sem falar nos vilões maiores que fogem e podem voltar pra fazer algo 10x pior. Mais precisamente, deviam ter feito algum dos caras que ele escolheu não matar voltar e torturar ou matar alguém importante para ele. A reflexão era necessária. Se ele não quer matar então está pronto para aguentar o remorso por alguém que ele poupou voltar e fazer horrores com alguém que ele conhece? Mesmo depois disso ele vai se manter firme?

Não preciso nem falar que nada disso é abordado. Seria pesado, o público iria querer que ele voltasse a matar, e isso não seria do interesse dos roteiristas. Desafiar a nova ideologia, portanto, estava fora de questão. E com isso meu interesse pela série também se foi. Novos personagens, canário negro, nada mais prendia minha atenção, só conseguia ficar revoltado com as flechas que agora nocauteavam em vez de perfurar.

Mas então, a segunda temporada é ruim? Bem, eu não diria ruim, mas se você gostou da primeira pelo mesmo motivo que eu não vai gostar muito da segunda, e assim como eu, vai acabar dropando a série. Que pena, foi legal ver um herói mais dark pra variar, mas não durou.

Nota: -/10 (Dropado no episódio 15)

****

    Post Mix

Nenhum comentário:

Postar um comentário